Browsing Category

Realidade

Ativismo Cultura POP Espaço do leitor Machismo Pajubá Preconceito Racismo Realidade Sexo Vídeo

Saiba como o Torta de Climão surgiu

A 2a temporada do Torta de Climão no Youtube voltou e já tem 3 vídeos novos lá! www.youtube.com/c/TortadeClimao

Um deles é um curta mostrando como foi todo o processo de criação do Torta de Climão, desde 2012. A ideia inicial, o conteúdo, como é criar personagens LGBTs para os meus quadrinhos, lidar com críticas, contornar estereótipos e abordar assuntos à cultura e à comunidade LGBT brasileira.


.

.

Obrigado a todo mundo que apoiou desde o comecinho, agora vocês podem ver como foi todo o processo, as dificuldades e desafios desse projeto que eu amo tanto. Assista abaixo e inscreva-se no canal!

.

Artigos Ativismo Opinião Preconceito Realidade

Obrigado, Índio.

indio

Gostaria muito que meu último desenho do ano não fosse por um motivo tão triste. Mais uma pessoa se torna estatística do preconceito contra transexuais e LGBTs em geral. Luis Carlos Ruas pediu calma e protestou contra a perseguição que dois homens faziam contra uma travesti em uma estação de metrô em São Paulo. Por isso, mesmo não sendo parte da comunidade LGBT, teve a vida tirada a chutes e socos. A intolerância, homolesbobitransfobia nesse caso, não faz só vítimas gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais. Alguém se lembra do pai que teve a orelha cortada por ser confundido com homossexual por estar abraçando o filho? Ou do homem heterossexual que foi espancado por usar camisa rosa? O preconceito contra minorias sexuais/afetivas atinge TODOS e TODAS, por isso é importante não calar-se por medo ao ver algum ato de violência. Combater a homolesbobitransfobia é um dever de toda a sociedade.
A conivência e a omissão agrava qualquer tipo de preconceito. Obrigado, Luis Carlos Ruas, por ser um ser humano digno como todos deveriam ser.

Use a imagem abaixo no seu perfil das redes sociais em apoio à família e agradecimento a Luis Carlos Ruas. Clique na imagem para abrir e salvar em tamanho maior.

indioperfil

***

Quer ajudar o Torta a continuar criando tirinhas? Você pode ser o patrono do Torta de Climão, ler as tirinhas antes que todo mundo e  ter recompensas de acordo com a sua ajuda, inclusive sugerir temas para as próximas tirinhas! Apóie no nosso site do Patreon!

.

Artigos Ativismo Machismo Opinião Preconceito Racismo Realidade

Heteronormatividade, cultura, preconceito e mudança

Estou criando minhas tirinhas no café onde vou quase todas as manhãs. Uma mulher se aproxima e pergunta se pode pegar a cadeira extra da minha mesa pra levar para a dela. Prontamente, digo que sim. Depois de um tempo ela está indo embora, volta com a cadeira, me agradece e diz “estou trazendo de volta caso alguma menina bonita queira sentar do seu lado”. Eu sorrio e digo “na verdade um garoto seria bom”. Ela fica sem jeito, pede desculpas e diz que não deveria deduzir esse tipo de coisa. Eu falo que tudo bem e nós temos esse momento constrangedor de 5 segundos. Ninguém se ofendeu, ela tinha a melhor das intenções. Ela vai embora e eu volto ao meu trabalho.

O que aconteceu naquele momento é chamado de heteronormatividade. É a suposição de que a norma para a sexualidade das pessoas é heterossexual. Talvez isso aconteça porque estatisticamente a maioria das pessoas é heterossexual, mas há também um elemento de preconceito envolvido porque ser homossexual ainda é percebido como fora do padrão.

A heteronormatividade acontece em situações, níveis e de maneiras diferentes e, comumente, acha-se que ela é inofensiva. Em nossa sociedade, muitas vezes nossa sexualidade (e sua heterossexualidade compulsória) é decidida para nós antes mesmo de começarmos a desenvolvê-la. Isso acontece quando você diz que seu filho de 4 anos vai namorar ou casar com a filha do vizinho. Você faria tal suposição se o vizinho também tivesse um menino? Normas em nossa sociedade são comuns, mas isso não significa que não devamos tentar parar de reproduzir algumas delas.

Diferentes normas relacionadas a gênero e à sexualidade também se interlaçam. Da mesma forma, supõe-se que homens tradicionalmente masculinos não são gays, que mulheres que não se comportam de uma maneira tradicionalmente feminina são lésbicas ou que todas as mulheres sonham em casar, engravidar e ter filhos.

Todos esses pressupostos baseados em normas fazem parte de nossa cultura, sim. Todos nós pressupomos essas coisas em escalas diferentes porque nós crescemos com essa cultura. É um comportamento aprendido socialmente. Quando pressupomos baseados em uma norma, nem sempre se é intencionalmente preconceituoso, lgbtfóbico, machista e racista (certamente há exceções, mas eu não estou falando desse tipo de pessoa) e é aqui que a mudança tem que acontecer.

Não gostamos de admitir que temos comportamento preconceituoso ou privilégios e muitas vezes ficamos na defensiva quando somos informados disso. É importante não levar pro lado pessoal quando sua atenção é chamada, especialmente se você já se considera uma pessoa esclarecida e progressista. Você não precisa bater em um homossexual para ter comportamento homofóbico, assim como não precisa estuprar uma mulher para ser considerado machista ou querer a volta da escravidão para ser considerado racista. Esses preconceitos acontecem também de forma sutil, não apenas em seus extremos e é preciso tentar percebê-los.

Se você é um homem, as chances de ter comportamento machista são muito altas, mesmo se você for pró-feminismo. O mesmo vale para a sexualidade e raça. É a nossa cultura. Mas o que muitos não estão dispostos a aceitar é que a cultura é fluida e sempre foi. A cultura não constrói pessoas, as pessoas constroem a cultura (como disse de forma certeira Chimamanda Ngozi Adichie).

Mudar o comportamento nestas pequenas coisas exige esforço e é muito fácil ficar com raiva se você está do lado mais fraco, fora da norma. Canalizar a raiva é difícil, especialmente por conta daqueles que são intencionalmente preconceituosos, mas a empatia tem que vir de ambos os lados, porque algumas pessoas realmente não o fazem por mal. Se eles estiverem abertos o suficiente para te ouvir e refletir, vale a pena apontar um mau comportamento usando a sua empatia. Se você está num patamar de desconstrução que te permite perceber os preconceitos presentes na cultura, lembre-se de quando você ainda replicava certas suposições e preconceitos. Tendo em mente a cultura na qual a pessoa está inserida e tendo um sorriso em seu rosto, lembre-se que todos nós estamos inseridos nela de alguma forma.

A mudança acontece depois disso.

 

 

***
Quer ajudar o Torta a continuar criando tirinhas? Você pode ser o patrono do Torta de Climão, ler as tirinhas antes que todo mundo e  ter recompensas de acordo com a sua ajuda, inclusive sugerir temas para as próximas tirinhas! Apóie no nosso site do Patreon!

.

Ativismo Lino Machismo Preconceito Realidade

#104- Nosso sangue

orlando

No final das contas, é o nosso sangue que escorre. Todos os meus pêsames a familiares e amigos(as) de quem estava na casa noturna de Orlando. Força a todos e todas vocês!

Aline Amizade Ana Ativismo Espaço do leitor Machismo Mari Realidade

#101- Pelo fim da cultura do estupro

Mari-Ju
Ana-Fran
Aline-Betty

Essas histórias são de amigas próximas minhas e resolvi utilizar com minhas personagens para poder dar espaço a mulheres no meu projeto, pois não sou mulher, não sei o que é ter medo de ser estuprado e não sofro abuso no dia a dia da mesma forma que elas. Após o caso do estupro da mulher no Rio, por 33 homens, não podemos mais ficar calados e fingir que não existe uma cultura de estupro na nossa sociedade. Lembrando que abuso não é apenas quando um desconhecido na rua estupra uma mulher à força, isso pode acontecer dentro de casa, com amigos, com namorado e com família. Pode estar acontecendo com alguém que você conhece e essa pessoa pode ter medo de falar alguma coisa, pode achar que a culpa é dela ou ainda que ela merece aquilo. Compartilhe as imagens ou a mensagem e faça a sua parte também trazendo essa discussão para à tona.
Beijo, Kris.

Ativismo Realidade

Fui eleito a REVELAÇÃO 2015 no Prêmio Papo Mix!

premio

13263678_1015306778504850_7955927192384391260_n

13230328_1015306958504832_3330427112046558235_n

13230190_1015306735171521_4999984366229189430_n

Quando comecei a postar as tirinhas em setembro de 2014, depois de mais de 1 ano de desenvolvimento dos personagens e rascunhos, não tinha ideia das coisas que viriam nesse 1 ano e meio seguinte. Recebi tantas, mas tantas mensagens de amor e apoio de vocês, leitores e leitoras; publiquei meu primeiro livro autoral, conheci pessoas maravilhosas, senti que fazia parte de algo muito maior do que eu, senti que eu estava realmente ajudando pessoas com coisas simples como tirinhas que as pessoas lêem durante alguns segundos; levei meus quadrinhos em eventos e universidades, dentro e fora do Brasil; e ganhei prêmio da comunidade da qual faço parte e que tanto carece de união, representatividade e suporte. Só posso agradecer vocês, lindezas que votaram em mim para o Prêmio Papo Mix da Diversidade e que acompanham o Torta de Climão, seja desde o começo ou se descobriu há pouco tempo. Obrigado, obrigado, obrigado!

Espaço do leitor Notícias parcerias Realidade

Fui indicado ao Prêmio Papo Mix da Diversidade!

Gente, esse fim de semana eu descobri que fui indicado ao Prêmio Papo Mix da Diversidade, um prêmio que prestigia artistas, personalidades, eventos e talentos da comunidade LGBT no Brasil! Concorro da categoria REVELAÇÃO 2015 pelo meu trabalho com o Torta de Climão! *me imaginem toda posuda falando REVELESSAUM XD

Screen Shot 2016-05-10 at 8.59.15 AM

Posso pedir pra votarem em mim? Nunca pedi nada (mentchira, já pedi)!
É necessário votar em todas as categorias, então se você não conhece os concorrentes, vou sugerir pra votarem: no Nicotina Zero (livro do Alexandre Rabelo que estreou com o meu livro como os primeiros livros da hoo editora) ou em Trilogia do Desejo (do Roberto Muniz Dias, que é um parceiro do Torta de Climão e encomendou uma tirinha especialmente para o seu Projeto Literatura e Diversidade Sexual, que viaja o Brasil inteiro sendo maravilhoso para jovens e adolescentes ensinando sobre a temática LGBT). Ambos na categoria Literatura. Outros concorrentes que eu indico: Mães pela Diversidade, Anatomia do Fauno, Canal das Bee, Liniker e claro, EU!
O mais legal: a premiação vai ser em São Paulo, dia 23 de maio e eu VOU ESTAR LÁ (pra quem quiser ir no evento, é só entrar em contato com os organizadores)!

CONTO COM VOCÊS, QUERIDOS E QUERIDAS LEITORAS! Vote até dia 21 de maio, e por favor, peça aos amigues pra votarem também!

Vote aqui> http://papomix.com.br/vote-ja-no-premio-papomix-da-diversidade-5a-edicao/
Bjs! Kris

Bruno Espaço do leitor Joana Juca Mari Realidade Sem categoria Tomas Vídeo

Promoção: SORTEIO DE ILUSTRAÇÕES ORIGINAIS!

Screen Shot 2016-04-26 at 11.07.40 AM

Hoje é dia da primeira de uma série de promoções e sorteios do Torta de Climão, bees!
Vou sortear 4 ilustrações originais dos personagens do Torta que fiz ao vivo na transmissão do dia 21 de abril pelo Youtube (assista aqui):
São desenhos com personagens e temas que os leitores sugeriram durante a transmissão. Pra participar é bem simples:
1- Inscreva-se no canal do Torta no Youtube (www.youtube.com/TortadeClimao);
2- Siga o Torta no twitter (www.twitter.com/TortaDeClimaoHQ);
3- Dê um RT no tweet da promoção lá no twitter (http://bit.ly/1SHVeCm)! PRONTO!

Aí é só aguardar o sorteio dia 5 de maio e a divulgação do nome dos 4 ganhadores! As ilustrações fora feitas em papel Canson, tamanho A3 e serão enviadas por correio aos ganhadores! Se você já quer facilitar sua participação para as próximas promoções (sorteio do livro do Torta de Climão, por exemplo), siga os dois primeiros passos, aí você só vai precisar do tweet pra concorrer!

Boa sorte, climônicas do meu coração! ❤

Kris