Espaço do leitor Notícias

Debate sobre literatura LGBT com Kris Barz e Alexandre Rabelo

Amanhã, dia 9 de junho, tem um bate-papo comigo e com o Alexandre Rabelo sobre Literatura LGBT, organizado pela Hoo Editora lá na Blooks Livraria do Shopping Frei Caneca, em São Paulo! Espero vocês lá, gente! Se você quer participar do debate, se comprou meu livro em novembro e quer um autógrafo ou se quer só dar um oi pra gente, aparece lá!
Evento no facebook: https://www.facebook.com/events/138817566524154/

capa evento

Aline Amizade Ana Ativismo Espaço do leitor Machismo Mari Realidade

#101- Pelo fim da cultura do estupro

Mari-Ju
Ana-Fran
Aline-Betty

Essas histórias são de amigas próximas minhas e resolvi utilizar com minhas personagens para poder dar espaço a mulheres no meu projeto, pois não sou mulher, não sei o que é ter medo de ser estuprado e não sofro abuso no dia a dia da mesma forma que elas. Após o caso do estupro da mulher no Rio, por 33 homens, não podemos mais ficar calados e fingir que não existe uma cultura de estupro na nossa sociedade. Lembrando que abuso não é apenas quando um desconhecido na rua estupra uma mulher à força, isso pode acontecer dentro de casa, com amigos, com namorado e com família. Pode estar acontecendo com alguém que você conhece e essa pessoa pode ter medo de falar alguma coisa, pode achar que a culpa é dela ou ainda que ela merece aquilo. Compartilhe as imagens ou a mensagem e faça a sua parte também trazendo essa discussão para à tona.
Beijo, Kris.

Ativismo Realidade

Fui eleito a REVELAÇÃO 2015 no Prêmio Papo Mix!

premio

13263678_1015306778504850_7955927192384391260_n

13230328_1015306958504832_3330427112046558235_n

13230190_1015306735171521_4999984366229189430_n

Quando comecei a postar as tirinhas em setembro de 2014, depois de mais de 1 ano de desenvolvimento dos personagens e rascunhos, não tinha ideia das coisas que viriam nesse 1 ano e meio seguinte. Recebi tantas, mas tantas mensagens de amor e apoio de vocês, leitores e leitoras; publiquei meu primeiro livro autoral, conheci pessoas maravilhosas, senti que fazia parte de algo muito maior do que eu, senti que eu estava realmente ajudando pessoas com coisas simples como tirinhas que as pessoas lêem durante alguns segundos; levei meus quadrinhos em eventos e universidades, dentro e fora do Brasil; e ganhei prêmio da comunidade da qual faço parte e que tanto carece de união, representatividade e suporte. Só posso agradecer vocês, lindezas que votaram em mim para o Prêmio Papo Mix da Diversidade e que acompanham o Torta de Climão, seja desde o começo ou se descobriu há pouco tempo. Obrigado, obrigado, obrigado!